• 16.06
  • 2005
  • 18:47
  • MarceloSoares

STJ acata denúncia contra jornalista e procurador

O Superior Tribunal de Justiça acatou denúncia contra o jornalista Cláudio Júlio Tognolli e o procurador regional da República Luiz Francisco Fernandes de Souza. A decisão foi divulgada publicamente nesta quinta-feira, dia 15 de junho. Os dois são acusados de crimes de injúria e calúnia, em ação movida pelo senador Jorge Bornhausen depois de matéria publicada no site Consultor Jurídico em 2003.

Sob o título “Olho do Furacão — MP acusa Bonrhausen de lavar US$ 5 bilhões”, o texto afirma que Bonrhausen era investigado por lavagem de dólares do crime organizado - incluindo traficantes, doleiros e sobras de campanhas - através do Banco Araucária, de propriedade da família do senador. O procurador Souza era o principal entrevistado da reportagem. O senador reclama que, após a publicação da reportagem de Tognolli, outros jornais também publicaram as informações.

Segundo texto da assessoria de imprensa do STJ, o recebimento da denúncia ocorreu “porque a matéria não se limita a transcrever as afirmações do entrevistado, mas alcança identidade, supera a entrevista que, em trechos, reproduz, incorporada e conjugada com outros elementos, de modo a reforçá-la e intensificá-la”. Ou seja, porque Tognolli entrevistou mais de uma fonte.

O acatamento da denúncia é o primeiro passo do processo contra o jornalista. Quatro dos 11 ministros do tribunal votaram contra a acolhida do caso. Tognolli, que é um dos diretores da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, mandou um advogado a Brasília para tentar reverter a situação.

Ações Recomendadas

Escrever ao STJ condenado a decisão do tribunal de acatar denúncia contra um jornalista

Presidência - Ministro Edson Vidigal
[email protected]
[email protected]
Fax: +55 61 319-6179

Escrever ao Ministério Público contestando a decisão do STJ

[email protected]
Fax: +55 61 3031-6399



A Abraji, em parceria com o Instituto Prensa y Sociedad, mantém um projeto que divulga alertas sobre atentados a liberdade de imprensa no Brasil. Os textos produzidos são divulgados para o mundo inteiro através da rede IFEX – International Freedom of Expression Exchange.

Caso você saiba de alguma agressão à liberdade de imprensa, envie um email para [email protected] Todos os alertas são checados antes da publicação.
Assinatura Abraji