Prefeito do Rio se recusa a atender repórter
  • 11.04
  • 2019
  • 18:23
  • Abraji

Liberdade de expressão

Prefeito do Rio se recusa a atender repórter

Em ato não condizente com os princípios constitucionais da transparência na administração pública e da garantia do acesso a informações públicas, o prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella (PRB-RJ) se recusou a responder a uma repórter da TV Globo na tarde desta quinta-feira (11.abr.2019) e a empurrou.

Larissa Schmidt questionou Crivella sobre previsão para o fim de interdições que persistem na capital fluminense três dias após o temporal que a atingiu. Em resposta, o prefeito acusou a emissora de “fazer campanha contra o Rio de Janeiro”. Diante da persistência da repórter em obter a informação, o político virou-se de costas para a profissional e a empurrou para afastar o microfone: “Não, não quero falar com vocês”.

Crivella afirmou que a TV Globo faz “chantagem” e “campanha política” ao mostrar os problemas da cidade. Segundo ele, “o que a Globo quer é dinheiro em sua propaganda. O que ela quer é que a gente faça uma festa no Carnaval e ela possa vender R$ 240 milhões com a prefeitura pagando todo o Carnaval”. Marcelo Crivella é sobrinho de Edir Macedo, proprietário da Record TV, emissora concorrente da TV Globo.

A Abraji considera a atitude do prefeito diante dos questionamentos de Larissa Schmidt incompatível com seu cargo. Agentes públicos têm o dever de fornecer informações sobre suas atividades e de respeitar o trabalho dos jornalistas de levar tais informações ao público. Discriminar meios de comunicação é antidemocrático e fere a liberdade de imprensa.

Diretoria da Abraji, 11 de abril de 2019.

Assinatura Abraji