• 12.07
  • 2017
  • 18:28
  • Abraji

Liberdade de expressão

PM-ES detém jornalista por registrar abordagem

Na última segunda-feira (10.jul.2017), o repórter Vinícius Arruda (Metro) foi detido por policiais militares em Vitória (ES) após filmá-los realizando abordagem a dois homens no bairro Jardim da Penha.

Segundo Arruda, os policiais o constrangeram a entregar o celular com o qual havia registrado a ação. "Interromperam a abordagem ao homem para me questionar. Mostrei meu crachá, depois pediram meus documentos e o celular, dizendo que as imagens seriam usadas como prova. E me deram duas opções: ou entregar o celular e ir para a delegacia como testemunha ou ser preso por desacato e desobediência. Entreguei o celular. Só na delegacia fiquei sabendo que estava sendo preso". O repórter foi liberado no final da tarde do mesmo dia.

A Abraji considera a ação da Polícia Militar do ES incompatível com um regime democrático. Deter um profissional da imprensa no exercício da atividade e confiscar-lhe o instrumento de trabalho são graves atentados à liberdade de expressão.

A associação enviou um ofício ao secretário de Segurança Pública do ES André de Albuquerque Garcia pedindo explicações sobre o ocorrido e solicitando que o efetivo da Polícia Militar seja melhor orientado sobre a proteção ao direito constitucional de acesso a informações.

Diretoria da Abraji, 12 de julho de 2017

Assinatura Abraji