Palestras do 12º Congresso da Abraji têm mais de 92% de aprovação do público
  • 17.07
  • 2017
  • 16:56
  • Mariana Gonçalves

Formação

Palestras do 12º Congresso da Abraji têm mais de 92% de aprovação do público

A aprovação das palestras do 12º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, realizado neste ano pela Abraji, atingiu os 92,5%, correspondendo quase à totalidade das respostas dos 364 congressistas que preencheram o questionário de avaliação do evento. 

67,3% deles consideraram a programação de palestras ótima e 32,7% afirmaram que estava boa. Quanto aos cursos, a aprovação foi de 76,6%. De modo geral, o evento foi ótimo para 56,9% do público e bom para 38,2%.

Nas avaliações específicas, 8 painéis tiveram a aprovação de 100% dos congressistas que assistiram a suas exposições. Os destaques ficam para a palestra “O que acontece quando a redação toma o controle do jornal” (com 78,5% de “ótimos” e 21,4% de “bons”), que contou a experiência do argentino Javier Borelli na cooperativa por Más Tiempo, e a oficina “Vídeos explicativos para a web” (com 91,6% de “ótimos” e 8,3% de “bons”), ministrada pelo editor de gráficos do Vox, Javier Zarracina. Além do laboratório, Zarracina esteve na sessão especial “Vox.com: sucesso de público, crítica e caixa usando visualização de dados”, em que apresentou aos congressistas o modelo de negócios do site.

Também tiveram aprovação total o painel “Quando o público é a fonte: whistleblowing” (com 85,7% de “ótimos” e 14,3% de “bons”), o consultório “O que é preciso para começar uma start-up de jornalismo?” (com 68% de “ótimos” e 32% de “bons”), o curso “Oficina de checagem” (com 77% de “ótimos” e 23% de “bons) e e a palestra “Segredos de curadoria de conteúdo em newsletters” (com 76,5% de “ótimos” e 23,5% de “bons”).

Dois painéis foram considerados ótimos por todos os que preencheram a ficha de avaliação: “Profissão: repórter fotográfico” e “Identidade e questões de gênero: o que você precisa saber para não errar”. Neste último, todos os painelistas – Marina Reidel, Cláudia Fusco e Fabiana Moraes – foram aprovados por 100% do público. 

Além delas, houve mais painelistas considerados ótimos ou bons por 100% dos congressistas que os viram. Foi o caso de Javier Borelli, Alana Rizzo, Daniel Bramatti, Tiago Mali, Christianne Macchiavelli, Bruno Latta, Renata Ceribelli, Conrado Corsalette, Pedro Noel, Gabriela Moreira, Allan de Abreu, Rubens Valente, Fabiana Cambricoli e Ana Lucia Azevedo. 

O 12º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo ocorreu de 29 de junho a 1º de julho em São Paulo, na Universidade Anhembi Morumbi, unidade Vila Olímpia. Neste ano, o evento teve cerca de 70 painéis, mais de 150 painelistas e 977 participantes, 10% a mais que em 2016. Houve ainda o patrocínio de 11 instituições e o apoio de mais dezesseis. 


Assinatura Abraji