• 16.03
  • 2005
  • 18:43
  • MarceloSoares

Manifestantes ateiam fogo a carro da RBS

Um carro da rede RBS TV foi incendiado nesta terça-feira, 15 de março, na BR-386, próximo da cidade de Sarandi, ao norte do Rio Grande do Sul. Dois profissionais da emissora cobriam uma manifestação de agricultores, que protestavam contra as ações do governo em relação à seca na região. O evento era organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Via Campesina e Movimento dos Pequenos Agricultores.

Estavam presentes no local o cinegrafista Éverton Machado e o repórter Leonel Lacerda, que cobriam a manifestação. Ambos gravavam uma entrevista com um dos representantes do movimento quando um grupo de pelo menos quatro manifestantes arrancou a câmera do ombro do cinegrafista, jogando o equipamento para dentro do carro. Em seguida, o veículo foi queimado. Nenhum dos dois saiu ferido e foram protegidos pela coordenação local da manifestação. Segundo informações de Leonel Lacerda, nenhum dos agressores foi preso.

Um dos motivos da ação dos manifestantes, segundo jornalistas da RBS, seria a divulgação, através da agência de notícias do grupo, de denúncias sobre desvios de recursos públicos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. A reportagem circulou esta semana e relatava a abertura de uma investigação, por parte do Ministério Público, sobre possíveis fraudes financeiras nos recursos do Pronaf. O MP suspeita que verbas não repassadas aos agricultores assentados estejam financiando ações do MST.

Ações recomendadas:

Escrever e-mail ao escritório do Ministério Público em Sarandi solicitando investigação sobre o caso. Escrever à direção do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra condenando a ação dos manifestantes contra profissionais da imprensa.

Ministério Público - Sarandi
e-mail: [email protected]
Fax: (51) 347 7270

MST
e-mail: [email protected]




A Abraji, em parceria com o Instituto Prensa y Sociedad, mantém um projeto que divulga alertas sobre atentados a liberdade de imprensa no Brasil. Os textos produzidos são divulgados para o mundo inteiro através da rede IFEX – International Freedom of Expression Exchange.

Caso você saiba de alguma agressão à liberdade de imprensa, envie um email para [email protected] Todos os alertas são checados antes da publicação.
Assinatura Abraji