• 16.06
  • 2005
  • 13:45
  • MarceloSoares

Homem que torturou Tim Lopes é condenado a 23 anos de prisão

No dia 15 de junho, o traficante Cláudio Orlando do Nascimento, 36, conhecido como Ratinho, foi condenado a 23 anos e seis meses de prisão pelo assassinato do jornalista Tim Lopes, em 2002. Após dois dias de julgamento, ele foi julgado culpado por homicídio triplamente qualificado, formação de quadrilha e ocultação de cadáver. Ratinho já tem em seu histórico outras condenações: acumula penas de quase 9 anos por crimes como resistência a prisão, lesões corporais, tentativa de roubo e contrabando.

Em maio, a Justiça condenou o traficante Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, a 28 anos e seis meses de reclusão pelo mesmo crime. Ratinho negou envolvimento na morte de Tim Lopes em seu depoimento. Afirmou que trabalhava como feirante desde os 10 anos. Na primeira semana de junho, seu advogado já tinha entrado com um pedido de habeas corpus solicitando a suspensão do júri, mas o pedido foi negado.

Tim Lopes desapareceu na favela Vila Cruzeiro, no complexo do Alemão, depois que foi reconhecido por traficantes que trabalhavam com Elias Maluco. Ele foi morto depois que fez reportagem mostrando o consumo de drogas e o sexo explícito em bailes funk da região. Seu corpo foi esquartejado e queimado em pneus.

A fragmentação do julgamento ocorreu devido a uma greve dos defensores públicos. Os outros cinco acusados pela morte de Tim Lopes serão julgados a partir do dia 14 de julho. Ainda serão julgados Fernando Sátyro da Silva, Ângelo Ferreira da Silva, Elizeu Felício de Souza, Reinaldo Amaral de Jesus e Claudino dos Santos Coelho. Segundo a promotoria, há provas suficientes para a condenação de todos.

Ações recomendadas:

Escrever ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e exigir agilidade no julgamento dos outros cinco acusados do assassinato do jornalista.

Fax +5 21 2588-2000
E-mail através do endereço: http://www.tj.rj.gov.br/scripts/weblink.mgw?MGWLPN=DIGITAL1A&LAB=FALECxWEB&AreaSite=2
Assinatura Abraji