• 04.12
  • 2006
  • 10:07
  • -

Curso trata de jornalismo em zona de conflito

A última edição do Projeto Repórter do Futuro de 2006 enfatizou o jornalismo em situações de conflito e contou com a parceria da Cruz Vermelha. Vinte estudantes de jornalismo e outros 14 observadores participaram do curso entre os dias 30 de setembro, 7, 14, 21 e 28 de outubro, na sede da Oboré Projetos Especiais, em parceria com a Abraji. Entre os palestrantes, jornalistas, professores e policiais falaram sobre a relação das forças armadas com a imprensa e deram dicas de como aprimorar a cobertura de guerra e a busca pela informação em zonas de violência.

João Paulo Charleaux, porta-voz do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), foi o primeiro palestrante e falou sobre o trabalho da instituição e do Crescente Vermelho em situações de conflito. O chefe de planejamento do Centro de Comunicação Social do Exército, Cel. Luiz Felipe Kraemer Carbonell, explicou como funcionou a relação das forças armadas com a imprensa durante as operações no Haiti, para onde foram enviados militares brasileiros. Nessa mesma linha, o diretor de ensino da Polícia Militar de São Paulo, Cel. Raugeston Benedito Bizarria Dias, apresentou as normas internacionais aplicáveis à função policial no uso da força e de armas de fogo.

Nos últimos dois dias do curso, a professora da Faculdade de Direito da USP, Cláudia Moisés, relacionou o Direito Internacional Humanitário com a cobertura jornalística dos conflitos armados, apontando as normas que viabilizam o trabalho dos jornalistas. Para encerrar, Ricardo Galhardo relatou sua experiência como correspondente do jornal O Globo, no sul do Líbano e, junto com presidente da Abraji e ombudsman da Folha de S. Paulo, Marcelo Beraba, falou sobre a cobertura da imprensa brasileira nos conflitos armados e outras situações de violência.

No dia 25 de novembro, houve a entrega dos certificados aos alunos e também a devolução dos 15 cheques Reembolsa no valor de R$ 350,00 aos que cumpriram as três etapas exigidas pela coordenação do curso, ou seja: comparecer a todas as aulas, fazer um texto sobre o tema que foi abordado e finalmente publicar uma matéria em qualquer veículo de comunicação que tenha editor responsável.

O Projeto Repórter do Futuro é um curso de complementação universitária voltada para estudantes de jornalismo. A idéia é proporcionar uma capacitação e incentivo aos futuros profissionais e oferecer alternativas de desenvolvimento. O curso consiste em conferências de imprensa seguidas por entrevistas coletivas. Os estudantes assistem a uma palestra de aproximadamente 40 minutos e logo após exercitam uma das mais importantes ferramentas do jornalismo – a entrevista, com o desafio de colocar-se frente a frente com o entrevistado.

Para mais informações, acesse:

Site da Oboré: http://www.obore.com/cms-conteudo/65_projetoreporterdofuturo.asp
E-mail: [email protected]
Fone: (11) 3214-3766.

Assinatura Abraji