Abraji tem nova gerente executiva
  • 10.02
  • 2020
  • 12:15
  • Abraji

Abraji tem nova gerente executiva

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) tem nova gerente executiva. A jornalista Maria Cleidejane Esperidião assume o cargo responsável pela coordenação de eventos e projetos, gestão dos canais de comunicação e representação institucional.

Antes, a pernambucana trabalhou por 22 anos na Rede Globo, onde exerceu diferentes funções. Nos últimos oito anos, atuou como editora de mundo e de Brasil, cobrindo grandes temas nacionais e internacionais, como crise de refugiados, Panamá Papers, Wikileaks, terrorismo, saúde pública no Brasil e direitos humanos. 

"Estou muito feliz de me unir à sociedade civil numa organização séria e tão importante na defesa da nossa profissão e na formação dos novos jornalistas, especialmente no contexto nacional e mundial que vivemos", disse Esperidião.

A jornalista é Doutora em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo e em 2018 foi fellow do Reuters Institute for the Study of Journalism. Passou também pelo Dart Center for Journalism and Trauma, da Universidade Columbia, em Nova York.

Maria Cleidejane Esperidião, nova gerente executiva da Abraji

Maria Cleidejane Esperidião, nova gerente executiva da Abraji (Foto: Marian Starosta)

Após oito anos à frente da gerência executiva, Marina Atoji se soma à equipe da Transparência Brasil, parceira da Abraji no projeto Achados e Pedidos, como gerente de projetos.

"Foi um prazer e uma honra fazer parte da equipe da Abraji por todo esse tempo. Aprendi muito com os companheiros de trabalho, diretores, conselheiros e associados, cresci pessoal e profissionalmente. Uma experiência inestimável”, afirmou Atoji, jornalista pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP.

Nos anos de contribuição à Abraji, atuando ativamente na construção do Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, nos cursos de formação e no monitoramento da liberdade de expressão e acesso à informação no país, Atoji cultivou o respeito e a admiração de associados e diretores, que enviaram mensagens sobre a sua saída.

Marcelo Träsel, presidente da Abraji, lembrou a dedicação de Atoji. “Ela com frequência foi muito além das obrigações do cargo para ajudar a construir essa que hoje é uma das mais importantes entidades da sociedade civil no país”, escreveu.

Já José Roberto de Toledo, um dos fundadores da Abraji e atualmente editor-executivo do site da piauí, destacou o empenho de Atoji na gestão de projetos e nos eventos da associação. "Além da extrema competência, Marina teve uma dedicação rara e sempre nos tratou com gentileza e atenção difíceis de retribuir à altura."

Assinatura Abraji