• 05.12
  • 2003
  • 16:09
  • Thiago

Abraji recebe Esso de Melhor Contribuição à Imprensa

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo foi escolhida para ganhar o Prêmio Esso de Melhor Contribuição à Imprensa em 2003. A premiação, recebida em 16 de dezembro, no Rio de Janeiro, foi dividida com o trabalho "Venda de Reportagens", publicado na Folha por Fernando Rodrigues, diretor-executivo da associação.

Outros membros da Abraji foram finalistas em várias categorias. Dos vitoriosos, Antônio Werneck (O Globo) ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo pela série de reportagem "Traficantes nos quartéis"; Sérgio Dávila (Folha de S.Paulo) ganhou o Prêmio Esso de Reportagem por sua cobertura da Guerra do Iraque; Carlos Wagner (Zero Hora) venceu o prêmio Regional Sul por sua série de reportagens "Uma viagem ao país bandido".

Fundada há um ano, a Abraji promoveu quatro seminários internacionais, em São Paulo, Londrina, Brasília e Recife. Apartidária e sem fins lucrativos, a associação tem o objetivo de promover a qualificação dos jornalistas brasileiros por meio de cursos e troca de experiências. Em agosto, no seminário de Brasília, a associação começou a conjugar esforços com outras entidades da sociedade civil para incentivar a criação de uma lei nacional que regulamente o acesso às informações públicas.

O Prêmio Esso de Jornalismo é o mais tradicional prêmio da imprensa brasileira, equivalente local em prestígio ao Pulitzer norte-americano. Desde 1955, a empresa Esso Brasileira de Petróleo, por meio de um júri independente formado por editores e repórteres, entrega esse reconhecimento aos mais destacados profissionais da imprensa nacional.

Fonte: Abraji

Assinatura Abraji