• 16.11
  • 2004
  • 15:16
  • MarceloSoares

Abraji promove seminário em Porto Alegre

DO APURAÇÃO - BOLETIM DA ABRAJI

O maior seminário da Abraji em 2004 ocorre em Porto Alegre (RS), em 20 e 21 de novembro. Seu tema principal será o jornalismo investigativo e o meio ambiente. Para o coordenador da programação, Maurício Tuffani, o jornalismo ambiental ainda tem a pauta pouco investigativa no Brasil, e um seminário pode incentivar o surgimento de melhores reportagens nessa área cada vez mais complexa.

Porto Alegre abriga desde os anos 90 um grupo de jornalistas interessados no assunto, o Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul (NEJ-RS). Ilza Girardi, professora de jornalismo na UFRGS, participa da coorde-nação do seminário. Ela é especializada em jornalismo ambiental desde os anos 70, quando começaram a surgir os primeiros movimentos ambientalistas no país.

Também o Rio Grande do Sul é um Estado importante na cobertura ambiental de ponta: foi por esse Estado que as lavouras transgênicas entraram e se espalharam pelo país, vindas da Argentina. A cobertura dos transgênicos é um bom exemplo da com-plexidade do jornalismo ambiental hoje: en-volve fatores da ciência, da biologia, da agri-cultura, da economia e da política.

Embora o mote seja ambiental, os debates não se restringirão ao meio ambiente. Na última manhã do evento, haverá uma mesa sobre imprensa, Judiciário e a onda de ações contra jornalistas. O Estado é considerado um dos que tem maior índice de condenações judiciais à imprensa no Brasil.

A mesa terá dois convidados especiais: os repórteres Lúcio Flávio Pinto e Barbara Crossette. Lúcio Flávio foi condenado à prisão devido a artigos publicados em seu "Jornal Pessoal" sobre grilagem de terras na Amazônia. Barbara, ex-correspondente do New York Times nas Nações Unidas, está no Brasil para palestras e seminá-rios, e falará sobre a situação nos EUA. Há poucas semanas, uma repórter do Times foi conde-nada judicialmente porque se recusou a revelar suas fontes. Revistas especializadas têm criticado a relação do governo Bush com a imprensa.

Sócios da Abraji especialmente do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná estão convidados a participar do evento. Para não-sócios, a inscrição custará R$ 50. Para sócios em dia com a associação, custará R$ 30. Quem pagar sua anuidade no local (R$ 100) terá isenção do valor da inscrição no seminário.
Assinatura Abraji