Acesso à Informação

Help Desk

Veja como acessar as APIs de dados da Prefeitura de São Paulo

Veja como acessar as APIs de dados da Prefeitura de São Paulo

Foto: Marco Verch/CC-BY 2.0

Para o pessoal de jornalismo de dados e que se interessa por informações da cidade de São Paulo. Na terça (19.nov.2019), a Prefeitura paulistana lançou a chamada Vitrine de APIs

A sigla API corresponde, em inglês, a “Application Programming Interface” e significa Interface de Programação de Aplicação. A plataforma integra sistemas com segurança e agilidade no intercâmbio de informações com diferentes linguagens de programação.

A Vitrine de APIS funciona como uma ponte que conecta os sistemas ou aplicações que têm objetivos e propósitos diferentes, mas que podem utilizar a mesma base de dados, possibilitando o desenvolvimento de novas ferramentas de processamento, aplicação e visualização destes dados. O APILIB organiza e disponibiliza os dados públicos da Prefeitura de São Paulo em formato de “vitrine”

A Prefeitura e secretarias já tinham algumas APIs, como da CET. Mas essa vitrine pode ser útil porque promete padronizar o formato das informações e colocar mais documentações para uso. Os técnicos da Prefeitura usaram o sistema de código aberto WSO2 para gerenciar as APIs

No último 21.nov.2019, colocaram na vitrine as primeiras dez APIs nesta nova metodologia:

§  Base de Compras e Licitações
§  Dados de Ligações e Reclamações dos Canais SP156 (SMIT)
§  Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM)
§  Dados de Reclamações e De núncias (PROCON Paulistano)
§  Pedidos de informação protocolados na Prefeitura via e-SIC
§  Censo Demográfico (2000 e 2010)
§  Base de dados sobre lentidão por trechos
§  Olho Vivo (SPTrans)
§  Histórico de Cardápios da Alimentação Escolar (SME)
§  Escola Aberta (SME)

Há uma promessa de mais APIs entrarem na vitrine nos próximos meses. O problema é que por enquanto não entraram as documentações das APIs

Para acessar, pode ser seguido este roteiro:

1 – Acesse este link e clique em VÁ PARA A VITRINE DE APIS. Clique depois em Criar Conta. Depois faça o login no site

2 – Entre na Vitrine de APIS e escolha uma delas. Fiz um exemplo com a API do e-SIC municipal

3 – Dentro da API escolha a opção “Inscrever-se”

4 – Clique no menu no alto na esquerda em APLICAÇÕES

5 – Clique em “DefaultApplication”

6 - Clique na aba "Chaves de Produção"

7 – Clique em gerar as chaves. Vão aparecer as chaves: "Chave do Consumidor" e "Segredo do Consumidor" (estas chaves você pode usar no seu script)

(MAS AS CHAVES TÊM CURTA DURAÇÃO DE TEMPO - VOCÊ PRECISA PEGAR NOVAS DEPOIS DE UM TEMPO - AO CLICAR EM 'REGENERAR')

8 - Clique de novo no menu no alto na esquerda, agora em APIS – depois VITRINE DE APIS

9 – Entre de novo na API que escolheu no item 2

10 – Na aba Console da API agora você pode testar uma requisição

11 – Clique em GET

12 – Depois em “Try out”

13 – Digite os parâmetros de busca, por exemplo, ano 2018, que é o item obrigatório, e Execute

14 – Abaixo vai aparecer o dado em formato JSON, no caso todos os pedidos de informação feitos à Prefeitura de São Paulo no e-Sic municipal, em 2019

E no Github da Abraji pode ser encontrado um script em Python para fazer isso e gerar um CSV.

O programa por enquanto consegue baixar apenas 10.000 respostas (no caso pedidos no e-SIC em 2019). Nos próximos dias o programa deve ser aperfeiçoado – a Abraji pediu apoio da própria Prefeitura também para conseguir baixar mais dados

Assinatura Abraji