IPYS e UNESCO lançam série investigativa "Histórias de crimes contra jornalistas"
  • 06.04
  • 2018
  • 16:38
  • -

Liberdade de expressão

IPYS e UNESCO lançam série investigativa "Histórias de crimes contra jornalistas"

Traduzido do site do IPYS

O IPYS (Instituto Prensa y Sociedad) e a UNESCO lançam na próxima terça-feira (10.abr.2018) as “Histórias de crimes contra jornalistas”, série investigativa que visa divulgar a violência cometida contra jornalistas na América Latina. Através de histórias no Peru, na Colômbia, no Brasil e na Guatemala, a série mostra o papel lento ou negligente dos estados para identificar culpados em casos de violência contra jornalistas, e, portanto, contra a liberdade de expressão.

A América Latina é uma região extremamente violenta em termos gerais. Tem 8% da população mundial, mas 33% dos homicídios. Isso também se reflete na violência contra jornalistas. Entre 2006 e 2015, a UNESCO condenou 176 assassinatos de jornalistas na América Latina. E a impunidade predomina: somente 11,4% desses casos foram resolvidos.

Uma investigação independente, que analisou três décadas de assassinatos de jornalistas na Colômbia, a cargo do Dr. Germán Reyes, solicitada pela Presidência da República do país, mostrou que a impunidade era ainda maior: em 98% dos casos não encontraram culpados. No entanto, a região também é conhecida por seu vibrante jornalismo investigativo, que expôs casos graves de corrupção governamental, crime organizado, direitos humanos, e crimes ambientais.

Os interessados podem se inscrever neste link para receber as reportagens em primeira mão no dia do lançamento.

Assinatura Abraji