Fotógrafo é agredido ao cobrir atentado a Bolsonaro em Juiz de Fora
  • 10.09
  • 2018
  • 17:43
  • Abraji

Liberdade de expressão

Fotógrafo é agredido ao cobrir atentado a Bolsonaro em Juiz de Fora

O fotógrafo Felipe Couri, da Tribuna de Minas, foi agredido enquanto cobria a agenda de campanha do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), no centro de Juiz de Fora (MG), na tarde de 06.set.2018.

Couri estava fotografando uma caminhada do candidato no calçadão da cidade, na esquina com a Rua Batista de Oliveira, por volta de 15h40, quando Bolsonaro foi esfaqueado no abdome. Um homem que se identificou como policial federal se colocou diante da câmera de Couri dizendo que era proibido fotografar a cena. “Ele segurou a correia da câmera, me pegou pela gola da camisa e foi me arrastando para longe do local do atentado. Na confusão, acabei perdendo meu crachá”, afirmou Couri, que ainda não sabe se vai registrar boletim de ocorrência.

Fábio Bueno, que responde pela Comunicação Social da Polícia Federal em Brasília, disse que o órgão tem interesse em esclarecer o fato, mas não foi notificado oficialmente sobre o ocorrido e que, por isso, não poderia se manifestar.

Assinatura Abraji