• 25.06
  • 2004
  • 20:29
  • MarceloSoares

Assassino de fotógrafo é condenado a 32 anos de prisão

Renato dos Santos Lira, o Bahia, um dos acusados de matar o fotógrafo Luis Antonio da Costa, o La Costa, foi condenado a 32 anos de prisão após confessar ter sido o autor do tiro contra o jornalista. La Costa foi morto em 23.jul.2003, enquanto cobria uma invasão de sem-teto em um terreno da Volkswagen em São Bernardo.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a decisão foi tomada em março pela 4º Vara Criminal de São Bernardo do Campo, mas só agora se tornou pública devido ao sigilo do processo. La Costa foi o fotógrafo que registrou as imagens do seminário que fundou a Abraji, em 7 de dezembro de 2002.

"Bahia", acompanhado de Alexandre Aparecido Silvério, o Nego Shell, e um adolescente roubaram um posto de gasolina em frente a um terreno da Volkswagen invadido por sem-teto. Diversos jornalistas estavam no local a trabalho. Temendo que La Costa tivesse fotografado o assalto, "Bahia" foi até onde o jornalista estava, disparou contra ele e saiu correndo. O fotógrafo ainda conseguiu registrar o flagrante das pernas de seu assassino após o tiro. Outro fotógrafo, do jornal Agora, obteve imagens do rosto do atirador, fundamentais para a identificação dos criminosos.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Bahia afirmou ter tentado tirar o equipamento do fotógrafo para evitar ser identificado pelo assalto. Não tendo conseguido, teria tentado intimidá-lo com a arma engatilhada e acabou disparando.

O processo de Nego Shell, que está sendo feito à parte, está na fase de instrução. Ainda estão sendo ouvidas testemunhas. O adolescente que teria acompanhado os dois não sofreu acusações.
Assinatura Abraji